Randy e Jermaine Jackson são contra novo tributo a Michael Jackson

É que o concerto acontecerá em outubro, mesmo mês do julgamento do Dr. Conrad Murray, acusado de matar Michael, ainda que involuntariamente, com uma dose letal de anestésico

Dois dos irmão de Michael Jackson criticaram os planos da família de organizar um concerto tributo ao pop star, morto em 2009.

Jermaine e Randy estão furiosos com o show, agendado para o dia 8 de outubro no Millennium Stadium de Cardiff, País de Gales, que acontecerá na mesma época do julgamento do Dr. Conrad Murray, médico pessoal de Michael, acusado de ter aplicado uma dose letal de anestésico no cantor, o que teria provocado sua morte.

Em comunicado, Randy e Jermaine classificaram o show como inapropriado e que ocorrerá no momento errado.

A mãe de Michael, Katherine, e seus filhos Marlon, Tito, Jackie e LaToya anunciaram o “tributo espetacular,” que será transmitido ao mundo inteiro, na última segunda-feira (25), durante coletiva de imprensa.

Segundo explicaram, o espetáculo, cujos lucros serão revertidos para algumas instituições de caridade americanas e britânicas, irá se centrar nas músicas de Thriller, álbum de Jackson lançado em 1982, e que se tornou no mais vendido de todos os tempos.

Os dois irmãos acrescentam:

“Achamos que o tributo mais importante que podemos dar a nosso irmão neste momento é buscar justiça em seu nome.”

Fonte: O Fuxico

Mãe de Michael Jackson rejeita tese de homícidio

A mãe de Michael Jackson rejeitou a tese defendida por La Toya Jackson, irmã do cantor, de que Michael Jackson foi assassinado por alguém que queria o catálogo do cantor. La Toya diz que Jackson foi assassinado por alguém que “sabia que Michael valia mais morto do que vivo”.

Em conferência de Imprensa, Katherine Jackson, mãe do cantor, afirmou: “É natural que as pessoas que amavam o Michael suspeitem da morte dele, mas não vi a mais pequena prova de que alguém associado à propriedade do Michael tivesse conspirado para o matar”.
Na mesma conferência de Imprensa, a família anunciou o concerto de tributo a Michael Jackson, que terá lugar a oito de Outubro, no “Millenium Stadium”, em Cardiff. 

A mãe do músico agradeceu ainda o apoio dos fãs: “Eu gostava de agradecer a todos os fãs que continuaram a apoiar-nos. Obrigada a todos por manterem vivo o legado do meu filho”.

 

Fonte: myway

Família de Michael Jackson anuncia grande concerto de homenagem

Depois de tantas promessas e até mesmo um concerto cancelado, a família de Michael Jackson anunciou na segunda-feira, em Los Angeles, a realização de um concerto de beneficência em homenagem ao “Rei da Pop”, que morreu em 2009. O espectáculo está marcado para o dia 8 de Outubro no Millennium Stadium em Cardiff, no País de Gales.

Katherine Jackson, mãe de Michael, acompanhada pelos filhos La Toya, Tito, Jackie e Marlon na apresentação do espectáculo (Reuters)

Na conferência de imprensa foi Katherine Jackson, mãe de Michael, quem apresentou o espectáculo, acompanhada pelos filhos La Toya, Tito, Jackie e Marlon. Os irmãos Jermaine e Randy Jackson não compareceram à apresentação por não concordarem com a data anunciada, lembrando que acontecerá durante o julgamento do médico Conrad Murray, acusado de homicídio involuntário do cantor. “Achamos impossível apoiar um evento que terá lugar durante o julgamento sobre a morte de Michael. Como toda a gente sabe, os procedimentos começarão a 20 de Setembro”, escreveram em comunicado.

Longe das polémicas manteve-se a família na conferência de imprensa, prometendo um concerto em grande que contará com a presença “dos maiores artistas mundiais”. 

“O Michael dedicou a sua vida inteira ao mundo através do seu amor, da sua música e da sua devoção para curar o planeta. É com grande gratidão que dou a minha bênção e o total apoio ao que considero ser o único concerto tributo oficial a Michael Jackson”, disse Katherine na apresentação, numa mensagem que também pode ser lida no site da Global Live Events, promotora do espectáculo, que promete nomes para breve. 

“Eu estarei lá com os membros da família que estiverem disponíveis. Estou positiva que este evento será grande”, continuou a mãe do cantor. 

Os bilhetes estarão à venda a partir do dia 4 de Agosto e o preço varia entre as 55 libras (62 euros) e as 289 libras (329 euros). Para obter uma entrada no “Michael Forever – The Tribute Concert” os interessados têm que registar-se no site do evento e depois escolher o valor do bilhete que querem e quanto querem dar para a caridade, uma vez que o objectivo é também angariar dinheiro para três instituições apoiadas por Michael Jackson em vida. Se a procura for muita, vão ao concerto os que doarem mais dinheiro.

Ainda sem actuações confirmadas mas com promessas de grandes nomes da música e da presença do clã Jackson, o espectáculo está previsto ter a duração de 4 horas, existindo ainda planos para que seja transmitido em directo em 2D e 3D em cerca de 30 países. 

“Eu sei que este tributo será alguma coisa de espectacular”, La Toya disse à Reuters.

 

Ponte: Publico.pt

Juiz proíbe imagens inéditas de Michael Jackson em julgamento

Michael Jackson

 

O juiz Michael Pastor, da Corte Superior de Los Angeles, proibiu nesta segunda-feira (25) a exibição de imagens inéditas dos últimos ensaios de Michael Jackson no julgamento sobre a morte do cantor.

Em audiência realizada nesta manhã, o magistrado sentenciou contra a defesa do médico Conrad Murray, acusado de homicídio involuntário, que havia solicitado usar as gravações dos preparativos daquela que seria a turnê de despedida de Jackson para argumentar que a saúde do cantor não estava boa dias antes de sua morte.

O estúdio Sony, proprietário dos direitos sobre essas imagens, tinha pedido a Pastor que impedisse a difusão de vídeos de Jackson que não foram divulgados até o momento. Em um primeiro momento, o juiz permitiu aos advogados de Murray que vissem as 100 horas de filmagem existentes nos arquivos de Sony correspondentes aos ensaios realizados nos dez dias prévios à morte do cantor.

A defesa de Murray, no entanto, reconheceu posteriormente que não encontraram material que evidenciasse uma fraqueza do artista. “Mesmo em seus dias ruins, ele está bem”, disse o advogado Michael Flanagan, que, no entanto, insistiu para que Pastor permitisse mostrar ao júri quatro horas de gravação para constatar que Jackson esteve muito tempo ausente dos ensaios.

O juiz não encontrou motivos suficientes para autorizar essa solicitação, por isso as imagens inéditas ficaram fora do processo.

Michael Jackson morreu em Los Angeles no dia 25 de junho de 2009, vítima de uma overdose de remédios, especialmente um potente calmante de uso hospitalar chamado Propofol que, segundo a promotoria, Murray injetou no artista horas antes de sua morte.

A imprensa americana especula que a defesa, que ainda não revelou sua estratégia, poderia tentar provar que o rei do pop administrou sozinho uma dose excessiva de medicamentos, sem o conhecimento de Murray.

O médico reconheceu que administrava remédios para ajudar o artista a combater sua insônia. Segundo vários testemunhos, Jackson era um consumidor habitual de Propofol, uma substância branca que ele chamava de leite. Caso seja condenado, Murray pode pegar uma pena máxima de quatro anos em prisão.

Fonte: Terra

 

Família de Michael Jackson quer concerto de tributo

Espectáculo poderá focar-se no álbum «Thriller». Todos os detalhes serão revelados na próxima semana

 

A família de Michael Jackson vai organizar uma conferência de imprensa na próxima segunda-feira em que deverá anunciar a realização de um concerto de homenagem ao «rei da pop», noticia o jornal «Los Angeles Times».

 O espectáculo, cujos lucros reverterão a favor de instituições de caridade norte-americanas e britânicas, poderá focar-se em «Thriller», o álbum lançado em 1982 e que se tornou no mais vendido de sempre.

 Todos os detalhes sobre o tributo serão revelados numa conferência de imprensa que contará com as presenças da mãe de Michael Jackson, Katherine, bem como alguns dos irmãos do cantor: Marlon, Tito, Jackie e LaToya.

 Michael Jackson morreu há dois anos, vítima de paragem cardíaca provocada por uma mistura letal de analgésicos. O médico pessoal do artista, Conrad Murray, está acusado de homicídio involuntário num julgamento que deverá ter início a 8 de Setembro.

Fonte: tvi24

 

Juiz descarta isolar jurados no caso Michael Jackson

Um dos artistas pioneiros em usar a prática da barriga de aluguel para ter filhos foi Michael Jackson. A mãe de Prince Michael II, hoje com 9 anos, .... Foto: Getty Images

Juiz nega pedido de isolamento dos jurados no caso de Michael Jackson

 

Advogados do médico de Michael Jackson pediram nesta quarta-feira (20) a um juiz que considere a hipótese de submeter a isolamento os jurados que irão avaliar as acusações de homicídio culposo na morte do cantor.

Mas o juiz responsável pelo julgamento, que deve durar pelo dois meses, afirmou que não acha isso necessário, e disse que o Judiciário de Los Angeles provavelmente não teria como arcar com tais custos.

O julgamento do médico Conrad Murray, acusado de administrar a dose letal de analgésicos que matou Jackson em 2009, deve começar em 8 de setembro. Advogados dele disseram que a intensa cobertura do caso na imprensa poderia influenciar os jurados.

Recentemente, um caso de grande repercussão na Flórida terminou com a absolvição de Casey Anthony, que era acusada de assassinar sua filha de dois anos.

Em geral, os jurados são orientados a não assistirem ao noticiário relacionado aos processos que estão avaliando. Mas nem mesmo em Los Angeles, uma cidade saturada pela mídia, é comum que eles sejam colocados em isolamento.

O juiz Michael Pastor também disse nesta quarta-feira que vai rever as 12 a 16 horas de imagens brutas dos últimos ensaios de Jackson, para decidir se elas devem ser exibidas aos jurados.

Os promotores querem incluir esse material no processo porque ele supostamente mostra que o cantor estava bem disposto antes de morrer, e ansioso por iniciar uma série de shows que deveria fazer em Londres. Parte das imagens foi usada no documentário póstumo This Is It.

Murray declarou-se inocente da acusação de homicídio culposo. Ele pode ser condenado a quatro anos de prisão.

Fonte: Terra

Capas de disco são recriadas com personagens de Harry Potter

 

Depois de se consagrar como bestseller, Harry Potter saiu das páginas dos livros e foi parar nas telas do cinema. Dessa vez, a tarefa de transpor as telonas e levar a atmosfera mágica do bruxo adolescente para o mundo da música coube à empresa Old Red Jalopy.

 Com a ajuda do computador e um pouco de criatividade, nove capas de CD já bem conhecidas foram recriadas com os personagens da saga. As imagens foram publicadas no site Next Movie. Discos de David Bowie, Elvis Presley e até Michael Jackson foram alguns dos clássicos que sofreram a “transformação”.

Fonte: Divirta-se.uai.com.br