Júri de Conrad Murray não ficará incontactável


O júri que vai acompanhar o julgamento de Conrad Murray, o médico acusado da morte de Michael Jackson, vai fazer a sua vida normal e não, como o acusado tinha pedido, ficar retido em instalações do Estado e isolado do resto do Mundo. A decisão foi tomada esta quinta-feira pelo juiz Michael Pastor, que disse que o caso não era tão grave como o de O.J.Simpson – o último julgamento em que o júri ficou incontactável. De resto, uma medida dessa natureza custaria 400 mil euros de dinheiros públicos.

Conrad Murray, que está a ser acusado de homicídio involuntário de Michael Jackson – a quem terá supostamente administrado uma dose excessiva, e fatal, do anestesiante propofol – temia que os membros do júri fossem influenciados pela Comunicação Social ou que houvesse fuga de informação relativa ao caso.

A selecção do júri começa a 8 de Setembro e o julgamento, que deverá durar entre quatro a seis semanas, arranca a 27 do mesmo mês. Se for dado como culpado, Conrad Murray enfrenta até quatro anos de cadeia

Fonte: Correio da manhã

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s