Murray diz que deixou Jackson sozinho para falar ao telefone


O cardiologista Conrad Murray, considerado culpado pela morte do cantor Michael Jackson, mudou sua versão dos fatos ocorridos no dia 25 de julho de 2009, dia da morte de Jackson. Em entrevista ao programa “Today”, o médico disse que havia colocado o cantor para dormir e que deixou o quarto para falar ao telefone. Em seu depoimento à policia ele afirmou que deixou o quarto por apenas dois minutos para ir ao banheiro.

O médico alega que deixou o quarto pois o cantor finalmente teria dormir e não queria acordá-lo. “Olhei para aquele homem que estava tentando dormir e, finalmente, ele estava dormindo. Eu iria sentar do lado dele e fazer alguma coisa que pudesse acordá-lo? Não”, disse Murray ao programa.

Perguntado se estava arrependido de ter deixado o cantor sozinho, ele afirmou: me arrependo de que ele tenha morrido”.

A entrevista foi dada antes da sentença ter sido divulgada. As informações são do site “TMZ”.

 

Fonte:SRZD

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s