Conrad Murray ainda quer provar que Michael Jackson se matou


Se conseguir, o ex-médico vai economizar US$ 50 milhões

O Dr. Conrad Murray entrou com pedido na corte, na segunda-feira 09/01/2012  solicitando ao juiz que cuida de seu caso de homicídio contra Michael Jackson que anule a restituição que deve pagar à família do Rei do Pop, pois ele causou a própria morte.

Murray apresentou documentos legais, que foram obtidos pelo site TMZ, solicitando evidências que a defesa nunca recebeu, durante seu julgamento pela morte de Jackson, ocorrido no segundo semestre de 2010. Essas evidências, segundo Murray, podem provar que o pop star aplicou em si mesmo a dose fatal do anestésico propofol que o matou.

O advogado de Murray, Michael Flanagan, argumenta que para decidir quanto caberá de restituição à família é necessário considerar também a responsabilidade da vítima por sua própria morte.

Murray concorda que tem parte da culpa pelo falecimento de Michael, e não pode argumentar em contrário, já que foi condenado e está preso por isso, mas ainda quer provar que o cantor teve papel importante nos eventos que culminaram com o seu falecimento.

A promotoria quer cerca de US$ 100 milhões (R$ 184 milhões) em restituição, mas o juiz ainda não decidiu os valores a serem pagos por Murray.

Se Flanagan conseguir convencer o juiz que Michael foi 50% responsável por sua morte, a restituição poderá ser reduzida também em 50%.

Fonte: O Fuxico

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s