Médico condenado pela morte de Michael Jackson quer voltar a atuar na medicina


Conrad Murray pretende entrar com um processo contra a revogação de sua licença

151461_36

O médico condenado por homicídio culposo pela morte de Michael Jackson, Conrad Murray, pretende retomar a carreira médica assim que sair da prisão, no dia 28. De acordo com o site americano “TMZ”, ele entrará com um processo contra a revogação de sua licença no Texas e na Califórnia. Caso não consiga, Murray não descarta atuar fora dos Estados Unidos.

Antes do caso Michael Jackson, o histórico de 20 anos de profissão do médico era limpo. Inclusive, o médico possui uma legião de pacientes que se dizem dispostos a comparecer em seu julgamento na Califórnia.

Em favor do médico, o psiquiatra especializado em dependência de drogas, Petros Levounis, afirmou, em agosto deste ano, que Michael Jackson era muito viciado. Segundo ele, o rei do pop era tão sigiloso com o seu vício que ninguém poderia saber que ele corria perigo enquanto se preparava para o seu retorno. Levounis foi contratado pelos advogados da empresa AEG Live, promotora da turnê “This is It”, em 2009, que não chegou acontecer.

Fonte: Diário Catarinense

 

avatarAdrianaFlower7

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s