Sobrinho de Michael Jackson quer pedir a guarda dos filhos do cantor

Tito Jackson, de 34 anos, foi uma escolha das crianças. Katherine Jackson, mãe do cantor, é quem tem a guarda de Paris, Prince e Blanket.

Tito Joe Jackson, mais conhecido como TJ,  e sobrinho de Michael Jackson, vai pedir a guarda temporária dos filhos do cantor. Segundo o site “TMZ”, Paris, Prince e Blanket querem ter o primo como guardião, porque acreditam que a avó e sua guardiã legal, Katherine, foi sequestrada pelos tios. Há nove dias que as crianças não têm contato com a avó.

Segundo o site, de acordo com a lei da Califórnia, um juiz não daria uma guarda temporária se as crianças não estivessem satisfeitas com o novo guardião. Segundo fontes do “TMZ”, Paris, Prince e Blanket aprovam o tio.

Os administradores do espólio de Michael Jackson estão de prontidão e irão apoiar o pedido de Tito se ele der entrada nos papéis.

 

Confusão na casa de Michael
Na segunda-feira, 23, os filhos de Michael teriam  sido agredidos por membros da família ao chegarem na casa onde moram. Os irmãos do cantor, Randy, Janet e Jermaine, cercaram as crianças e Janet chegou a tentar tirar o celular de Paris. Eles foram levados temporariamente do local.

O “TMZ” divulgou um video com as cenas que antecedem a briga. As imagens mostram Paris e os irmãos cumprimentando os tios, mas logo depois começa a discussão. Segundo o site, assim que o vídeo termina, acontece o confronto. A polícia foi ao local após uma denúncia de agressão. Veja o vídeo aqui!

Katherine Jackson e o resto da família - X17 (Foto: X17 / Agência)
Katherine Jackson e o resto da família  no Arizona

Desaparecimento
Katherine foi dada como desaparecida no sábado, 21, por um de seus sobrinhos e Paris Jackson, filha do cantor, voltou a usar o Twitter para reclamar da ausência da avó neste segunda-feira, 23: “Oito e contando… Algo está realmente errado, isso não se parece com ela. Eu quero falar diretamente com a minha avó”, desabafou.

Mais cedo, a polícia conseguiu falar com Katherine, que foi levada de sua casa em Los Angeles pelos filhos  para o Arizona, depois que eles alegaram exaustão da matriarca. Os três filhos de Michael Jackson, que vivem sob a guarda da avó, não foram avisados o porquê da viagem.

Visita de médico
Segundo a advogada de Katherine, Sandra Ribera, o médico Allan Metzger esteve na casa da matriarca no último dia 14 para examiná-la e sugeriu que seria melhor para a sua saúde que ela viajasse. No dia seguinte, a mãe de Michael embarcou com sua filha mais velha, Rebbie, para Albuquerque, no Novo México.

Ainda segundo a advogada, quando Paris, filha de Michael, ligou para as tias Rebbie e Janet à procura da avó, elas lhe disseram que ela não poderia falar com ela naquele momento. “As crianças estão tentando entrar em contato com a avó e não conseguem há quase uma semana”, disse Ribera. “Eles só ouvem que ela não está disponível.” De acordo com a advogada, Katherine nunca passou 24 horas sem falar com os netos. “Nós não temos ideia do que está acontecendo com ela. Ninguém conseguiu falar”, acrescentou.

No ano passado, Metzger foi testemunha de defesa do médico Conrad Murray, posteriormente condenado por homicídio culposo na morte de Michael.

Família briga pelo controle do espólio
Paris está em guerra com seus tios Randy, Jermaine, Rebbie, Tito e Janet Jackson. Eles acreditam que John Branca e John McClain, que controlam o espólio de Michael Jackson, não só falharam em seus deveres como também se aproveitaram da família, causando até um mini-infarto em Katherine. A filha de Michael, porém, discorda, e chegou a criticar Randy pelo Twitter esta semana.

“Olá, querido membro da minha FAMÍLIA, eu não gosto de você falando para todo mundo coisas que não são verdade, muito obrigada”, completou. Quando questionada por outro usuário do Twitter de que deveria ter mais respeito com o próprio tio, Paris retrucou: “Talvez ele devesse ter mais respeito com a própria mãe.”

 

Fonte: EGO

Anúncios

Mãe de Michael Jackson teria sido levada para spa contra sua vontade

Katherine Jackson, 82 anos, teria ido contra sua vontade para um spa, em Tucson, no Arizona. De acordo com o site TMZ, a mãe de Michael Jackson foi retirada do complexo onde vive com os netos em Encino, na Califórnia, e levada para o local por um dos filhos.

 Segundo fontes, a família optou por tirar Katherine de casa porque a matriarca dos Jackson estaria “esgotada”. Os filhos de Michael não sabiam da viagem da avó e estavam preocupados com o “sumiço” dela. Paris, de 14 anos, a filha mais velha do astro pop, estaria revoltada com os tios porque eles querem controlar a fortuna do pai.

Fonte: Jornal do Brasil

Polícia vai à casa de Michael Jackson depois de reclamação, diz site

Segundo TMZ, policiais registraram um caso de agressão na mansão da família.

A polícia foi chamada à casa de Michael Jackson nesta segunda-feira, 23. Segundo o site TMZ, os policiais atenderam um chamado de familiares do cantor e registraram uma queixa de agressão. Ainda de acordo com o site, nomes não foram divulgados mas alguém de dentro da casa acusou uma pessoa presente no local de agressão.

Apesar do registro, ninguém foi preso. Os policias contaram que estão investigando o caso da família Jackson desde abril, quando um sócio do Rei do Pop alegou que Katherine Jackson, mãe do cantor, estava sendo maltratada por outros membros da família. Na época, Katherine foi interrogada pela polícia e negou maus-tratos, mas a polícia acredita que possa haver um caso de extorsão.

Katherine foi dada como desaparecida no sábado, 21, por um de seus sobrinhos e Paris Jackson, filha do cantor, voltou a usar o Twitter para reclamar da ausência da avó neste segunda-feira, 23: “Oito e contando… Algo está realmente errado, isso não se parece com ela. Eu quero falar diretamente com a minha avó”, desabafou.

Mais cedo, a polícia conseguiu falar com Katherine, que foi levada de sua casa em Los Angeles pelos filhos para o Arizona, depois que eles alegaram exaustão da matriarca. Os três filhos de Michael Jackson, que vivem sob a guarda da avó, não foram avisados o porquê da viagem.

Visita de médico

Segundo a advogada de Katherine, Sandra Ribera, o médico Allan Metzger esteve na casa da matriarca no último dia 14 para examiná-la e sugeriu que seria melhor para a sua saúde que ela viajasse. No dia seguinte, a mãe de Michael embarcou com sua filha mais velha, Rebbie, para Albuquerque, no Novo México.

 Ainda segundo a advogada, quando Paris, filha de Michael, ligou para as tias Rebbie e Janet a procura da avó, elas lhe disseram que ela não poderia falar com ela naquele momento. “As crianças estão tentando entrar em contato com a avó e não conseguem há quase uma semana”, disse Ribera. “Eles só ouvem que ela não está disponível”. De acordo com a advogada, Katherine nunca passou 24 horas sem falar com os netos. “Nós não temos ideia do que está acontecendo com ela. Ninguém conseguiu falar”.

No ano passado, Metzger foi testemunha de defesa do médico Conrad Murray, posteriormente condenado por homicídio culposo na morte de Michael.

 Família briga pelo controle do espólio

Paris está em guerra com seus tios Randy, Jermaine, Rebbie, Tito e Janet Jackson. Eles acreditam que John Branca e John McClain, que controlam o espólio de Michael Jackson, não só falharam em seus deveres como também se aproveitaram da família, causando até um mini-infarto em Katherine. A filha de Michael, porém, discorda, e chegou a criticar Randy pelo Twitter esta semana.

 “Olá, querido membro da minha FAMÍLIA, eu não gosto de você falando para todo mundo coisas que não são verdade, muito obrigada”, completou. Quando questionada por outro usuário do Twitter de que deveria ter mais respeito com o próprio tio, Paris retrucou: “Talvez ele devesse ter mais respeito com a própria mãe.”

 

Fonte: EGO

Katherine Jackson é localizada pela polícia e nega desaparecimento

A mãe de Michael Jackson, Katherine Jackson, que foi dada como desaparecida pela polícia de Los Angeles no sábado (21), foi localizada por oficiais na noite de domingo (22). Segundo informações divulgadas pelo TMZ, ela está no estado norte-americano do Arizona, “bem e acompanhada de um membro da família”.

Paris Jackson, filha do rei do pop, postou, no fim de semana, uma mensagem em seu perfil do Twitter falando sobre o possível desaparecimento. “Minha avó sumiu”, escreveu. “O mesmo médico que testemunhou a favor de Dr. Murray, dizendo que meu pai era um viciado em drogas (uma mentira), está cuidando da minha avó. Só digo isso”, tuitou, dando início a diversos boatos.

 

 

 

 

 

 

 

Fonte: Terra

Familiares de Michael Jackson dizem que seu testamento é falso

Irmãos e pais do cantor acusam administradores dos bens por suposta fraude
 

 

Os familiares de Michael Jackson questionaram a validade do testamento do cantor.

 

 De acordo com o site Celebuzz, Janet, Rebbie, Tito, Randy e Jermaine Jackson solicitaram a demissão dos administradores dos bens de Michael.

 

A família alega que John Branca e John McClain falsificaram documentos antes da morte do astro em 2009 para ter acesso à sua fortuna.

 

 Na carta aos dois administradores, os Jacksons dizem: “À época não pudemos entender o que é tão óbvio para nós agora, que o testamento, sem dúvida, é falso, tem falhas e é fraudulento. Desde a morte de Michael, nosso amado irmão, vocês não têm exercido as suas funções como administradores do seu espólio, mas têm obtido vantagem às custas de uma mãe, um pai e uma família enlutados. Nosso irmão nos contou, nos meses que antecederam sua morte, sem deixar margem para dúvidas e sem hesitar, que ele desprezava vocês dois e que não queria que nenhum de vocês tivesse nada a ver com a sua vida ou com seus bens”.

 

 A carta acusa os administradores de ter aumentado suas próprias rendas, tomando muito da herança destinada aos três filhos de Michael e sua mãe Katherine.

 

 Mais tarde, por meio do Twitter, Randy Jackson confirmou a nota enviada à dupla:

 

 “Pedimos que todos respeitem, pois essa é uma questão séria da qual as autoridades competentes tratarão”.

 

 Paris Jackson, filha de Michael, homenageou seu pai no aniversário de três anos da morte do cantor em junho.

Fonte: Vagalume

 

 

 

 

Conrad Murray quer sair da cadeia

O cardiologista Conrad Murray, condenado a quatro anos de cadeia pela morte de Michael Jackson, pediu para esperar, em liberdade, pelo resultado do recurso que interpôs junto do tribunal de Los Angeles. O médico disse-se disponível para usar pulseira electrónica e pagar fiança e acrescentou, em comunicado enviado ao juiz Michael Pastor, que não deve ser considerado uma ameaça para a sociedade e que precisa de trabalhar para sustentar os seus sete filhos. Isto apesar de saber que não poderá voltar a exercer medicina e que terá de procurar trabalho noutra área.

 

Fonte:Correio da Manhã

 

Família de Michael Jackson retira pedido de indemnização contra médico

Menos um problema para Conrad Murray. Os familiares de Michael Jackson exigiam ao médico do cantor uma indemnização de 100 milhões de dólares, mas a queixa foi ontem retirada.

Conrad Murray, que já tinha sido condenado pela morte de Michael Jackson, viu retirada quarta-feira o pedido durante uma audição em tribunal, poucos dias antes da data em que o juiz deveria definir o valor a pagar pelo clínico.

O advogado David Walgren anunciou a decisão ao juiz depois de ter falado com a mãe e com o advogado do pai do cantor, bem como com os advogados que representam o património de Michael Jackson e os seus três filhos.

O clínico, condenado em Novembro a quatro anos de cadeia, deverá sair depois de cumprir metade da pena, devido à sobrelotação dos estabelecimentos prisionais e aos constrangimentos orçamentais da Califórnia.

Os valores em causa prendem-se com o que se estima que Michael Jackson ganharia se tivesse actuado em Londres (100 milhões de dólares), aos quais se poderia juntar 1,8 milhões de dólares, relativas às despesas com o funeral.

 

Fonte: