Glee faz episódio especial em homenagem a Michael Jackson

A família do Rei do Pop já concedeu todo apoio ao elenco da série americana

A série “Glee” vai prestar uma homenagem ao Rei do pop Michael Jackson dentro de algumas semanas.

Com previsão para ir ao ar no dia 24 de janeiro no EUA, o especial vai mostrar os principais hits de Michael assim como foi feito nos episódios com Britney Spears e Madonna. A família de Michael concedeu todo o apoio para o projeto.

Fonte: http://acritica.uol.com.br

Anúncios

Janet Jackson não quer saber de piadas sobre sua família

Irmã de Michael faz exigência a comediantes que abrem seus shows
A cláusula contratual que proíbe os comediantes que abrem seus shows de fazer piadas sobre a família Jackson tornou-se pública. O documento dizia:

 “A contratante requer que o comediante não faça nenhuma referência a Janet Jackson ou à família Jackson.”

 Para além disso, suas exigências não são tão abusivas quanto as de outros artistas populares: velas perfumadas, manteiga de amendoim, frutas frescas e tulipas brancas estão entre os itens que a estrela gosta de ter perto dela quando está na estrada.

 Jackson foi nomeada pela PETA, associação que defende os direitos dos bichos, a inimiga dos animais do ano. A associação acredita que a irmã de Michael Jackson tenha explorado o mundo animal em 2011 por meio de campanhas para a grife Blackglamma, que utiliza peles de animais.

 A porta-voz da PETA, Wendy Wegner, disse:

 “Na 38ª edição do Super Bowl, quando a roupa de Janet Jackson não funcionou muito bem [em referência ao seio exposto da cantora], pelo menos o que 170 milhões de espectadores viram pertencia a ela. Não se pode dizer o mesmo das peles de animais com as quais ela se veste, que estão tão mortas quanto seu estilo de roupa e sua carreira”.

 Janet Jackson respondeu afirmando que sua linha de moda não tinha relevância alguma quando comparada a questões como “a mutilação de mulheres”, trabalho escravo e outras violações dos direitos femininos.

 Fonte: Music News

 

 

Vídeo de «Thriller» de MJ nomeado o melhor de sempre

O vídeo do tema «Thriller», do falecido cantor Michael Jackson, foi nomeado pela comunidade dos músicos como «o melhor de sempre», numa altura em que se contam quase três décadas desde a sua criação.

O videoclipe realizado por John Landis («An American Werewolf In London») mostra o mestre dançarino a transformar-se em criaturas como um lobisomem ou um zombie. 

A votação do musicradar.com colocou em segundo lugar o vídeo do tema «Telephone» de Lady Gaga. O pódio completa-se com «Bohemian Rhapsody», dos Queen. 
«A Lady Gaga esteve muito perto de [ultrapassar] o Thriller, mas ainda parece justo que tenha ficado em primeiro lugar o trabalho que levou ao nascimento dos vídeos pop como eventos culturais», referiu Will Groves, editor do MusicRadar.

 

Fonte: 

Documentário sobre médico de Michael Jackson causa polêmica nos EUA

Os administradores do patrimônio de Michael Jackson criticaram a emissora de TV americana “MSNBC” pela decisão de transmitir um documentário neste fim de semana sobre o médico Conrad Murray, considerado culpado na Justiça pela morte do artista.

“Como muitos dos fãs de Michael, seus administradores também não gostaram da decisão irresponsável e inexplicável da ”MSNBC” de pôr no ar um documentário sobre Conrad Murray”, dizem em comunicado, divulgado nesta quarta-feira pelo site “TMZ”.

A nota indica que os signatários do documento, John Branca e John McClain, pretendem enviar “uma carta aos altos executivos da Comcast, NBC Universal e MSNBC para expressar seu desprezo por suas ações”.

Enquanto isso, os fãs de Michael também manifestaram suas críticas. O grupo Justice 4 MJ (Justiça para Michael Jackson) está tentando organizar um boicote mundial do documentário, intitulado “Michael Jackson and The Doctor: A Fatal Friendship” (“Michael Jackson e o Médico: Uma Amizade Fatal”, em tradução livre).

“O único documentário que queremos ver é o da vida de Murray curtindo a prisão”, afirmam os fãs.

Há dois dias, o cardiologista Conrad Murray foi considerado culpado por homicídio culposo pela morte do Rei do Pop. Ele teria dado a Michael uma dose letal de sedativos.

 

Fonte: Terra

E se você não acordar?’, perguntou enfermeira a Michael Jackson

Cherilyn Lee contou no julgamento do médico do cantor, nesta terça, 25, que se recusou a aplicar Propofol no artista.

A enfermeira Cherilyn Lee – que trabalhou para Michael Jackson – foi a primeira testemunha a depor nesta terça-feira, 25, no julgamento de Conrad Murray, em um tribunal em Los Angeles. O médico é acusado do homicídio culposo – quando não há intenção de matar – do cantor, em 25 de junho de 2009.

Cherilyn contou que, em 19 de abril de 2009, Michael pediu a ela que administrasse nele, de forma intravenosa, uma dose de Diprivan, um medicamento à base de Propofol, para que ele conseguisse dormir.

A enfermeira disse que desconhecia a droga e que ligou para um médico para se informar. Foi avisada para que jamais usasse o medicamento sem ser em ambiente hospitalar. Jackson morreu por causa de uma overdose de Propofol, um forte anestésico. O cantor teria dito a ela que usar Propofol era seguro desde que ele fosse monitorado.

Conrad Murray, médico de Michael Jackson, em seu julgamento (Foto: Reuters)
O médico Conrad Murray (Foto: Reuters)

Na mesma noite, o artista voltou a pedir a droga. Cherilyn afirmou que se negou a aplicar mais uma vez. Foi a última vez que ela viu o cantor pessoalmente.

Em seu testemunho, ela relatou que em 21 de junho de 2009 recebeu uma ligação urgente de Faheem Muhammad, segurança de Jackson. A enfermeira contou que pode ouvir a voz do artista ao fundo: “Conte a ela o que está acontecendo comigo… Metade do meu corpo está quente e metade está fria”. Ela orientou que Faheem o levasse imediatamente para um hospital.

Cherilyn chegou a se emocionar ao contar no tribunal que fez um alerta a Michael sobre o uso de Propofol. Ela revelou que disse a ele: “E se você não acordar?”. O juiz Michael E. Pastor fez uma breve interrupção para que ela se controlasse e voltasse a depor.

O julgamento de Conrad Murray começou no último dia 24 de setembro.

Fonte: EGO-NOTÍCIAS

Janet Jackson interrompe a tournée para estar com a família

Janet Jackson fez uma pausa na sua tournée pela Austrália e regressou aos Estados Unidos para estar com a família no meio do julgamento do médico do seu irmão Michael.

Uma declaração no site de Janet dizia que “depois de discussões privadas com a sua família em relação ao seu irmão Michael Jackson, tornou-se necessário” que Janet deixe a Austrália, onde tinha marcadas várias paragens com a sua tournée Number Ones por vários dias.

Dr Conrad Murray é acusado de homicídio involuntário de Michael em 2009, que morreu de uma overdose propofol, um medicamento, e sedativos.

“Depois de falar com a minha família a noite passada, decidi que temos de estar juntos neste momento”, disse Janet ao Sunday.

“Estou ansiosa por estar convosco nos concertos na Costa Dourada, em Sidney e em Melbourn”, acrescentou na mensagem aos fãs australianos.

Dos três acima, apenas Melbourn é afectado pela interrupção. Nessa cidade os concertos foram remarcados para uma única noite, dia 3 de Novembro.

 

Fonte: Destak

Sósia de Michael Jackson tenta vaga no Se Ela Dança, Eu Danço

No Se Ela Dança, Eu Danço desta quarta, 26 de outubro, Lola, João e Jarbas continuam com a missão de escolher os melhores dançarinos do Brasil.

Desta vez, quem tenta agradar os jurados éGleidson, um grande fã e sósia de Michael Jackson, que já fez até plástica no nariz para ficar mais parecido com o rei do pop. Ele presta uma bela homenagem ao seu ídolo, mas será quem vai conseguir ir para a próxima fase do programa?

No programa desta semana, João será desafiado pela Gordelícia. A candidata sedutora e cheia de charme quer que o jurado mostre a medida de sua cintura para todo o Brasil.

Além disso, você vai conhecer o Jaílson, de Morro Agudo, que trará um show de sensualidade para o palco.

Fonte:  SBT- Sistema Brasileiro de Televisão