Primeira foto com biografia estrelada por sósia traz Michael Jackson e filhos

‘Michael Jackson: Searching for Neverland’ mostrará os últimos anos de vida de Michael Jackson e a relação do astro com os filhos

Navi como o Rei do Pop em ‘Michael Jackson: Searching for Neverland’ (Foto: Divulgação)

A primeira imagem do filme ‘Michael Jackson: Searching for Neverland’ foi divulgada pelo canal Lifetime. Um sósia de Michael Jackson chamado Navi interpretará o músico na produção .

Navi trabalhou para o Rei do Pop em várias ocasiões como dublê de corpo e ajudando na divulgação do trabalho do músico.

O filme dirigido por Dianne Houston mostrará os últimos anos de vida de Michael, incluindo o tempo que passava com os filhos Prince, Blanket e Paris. É justamente isso o que é possível ver na imagem.

A nova produção não tem nenhuma relação com a série da Sky Arts ‘Urban Myths’ que foi alvo de críticas desde seu anúncio por Joseph Fiennes, um ator branco, ter sido selecionado para interpretar uma pessoa negra. O projeto foi cancelado em janeiro.

Navi, o sósia de Michael Jackson (Foto: Getty Images)

Fonte: Globo.com

avatarAdrianaFlower7

 

Versão 3D de “Thriller”, de Michael Jackson, é apresentada no Festival de Veneza

Clipe dirigido por John Landis é acompanhado de um “making of” realizado em 1983

Formato e estética de “Thriller” marcaram um ponto de virada na história da música pop

 

A neblina que envolve o cemitério, os mortos-vivos que saem das sepulturas, e o riso diabólico… “The Thriller”, de Michael Jackson, foi ressuscitado no Festival de Cinema de Veneza por seu diretor John Landis, que veio apresentar uma versão 3D deste clipe cultuado. “Michael e eu sempre tivemos a intenção de mostrar isso no cinema”, explicou Landis à imprensa antes da projeção desta nova versão do clipe que produziu em 1983, a pedido do astro.

Mais do que um clipe, trata-se de um curta-metragem de 14 minutos, cujo formato e estética marcaram um ponto de virada na história da música pop. O título “Thriller” deu nome a um álbum de sucesso planetário. O diretor de 67 anos conseguiu, graças à tecnologia, remixar o som e tornar a antiga gravação compatível com o 3D. “Quando você assiste (ao clipe) no YouTube, você não vê como deveria aparecer. Agora, sim, você poder ver como Michael e eu queríamos que fosse visto”, assegurou.

O filme, que retrata Michael Jackson, então no auge de sua carreira, transformando-se em um lobisomem, é acompanhado por um “making of” realizado em 1983, mas que nunca foi exibido no cinema. O astro morreu aos 50 anos de idade em 2009, uma “tragédia para seus filhos, seus amigos, para o mundo inteiro”, recorda John Landis, que, no entanto, havia entrado com um processo contra o cantor pouco antes de sua morte. Um acordo foi alcançado em 2012 com os herdeiros de Michael Jackson.

Monstro em duas patas

O clipe de “Thriller” surgiu após Michael Jackson entrar em contato com John Landis após ter assistido a seu filme “Um Lobisomem Americano em Londres” e explicar a ele que também gostaria de viver esta transformação de um homem em um animal de quatro patas. “Nós percebemos que não funcionaria – como Michael tinha que dançar, era obviamente muito mais fácil ter um ‘monstro’ em duas patas ao invés de quatro”, explica o diretor.

E, de fato, o lobisomem de “Thriller” parece muito mais com o do filme “O Lobisomem Adolescente”, filmado por Gene Fowler Jr em 1957. “Na verdade, Michael não tinha visto muitos filmes de terror, ele os achava muito assustadores”, diz o cineasta, autor de outro filme cultuado, “Os Irmãos Cara de Pau”. “Tratava-se de fazer um videoclipe muito autocentrado, com a transformação de Michael em ‘monstro’, mas tudo funcionou muito bem, fiquei extremamente surpreso”, acrescentou.

Michael Jackson vivia um período feliz, alguns anos depois de ter rompido com sua família. “Ele vinha em minha casa e assistíamos desenhos animados até as quatro da manhã”, conta. As coisas mudaram oito anos depois, quando John Landis fez o clipe para o álbum “Black and White”.

“Para ‘Thriller’, ele estava feliz em me deixar trabalhar, para ‘Black and White’ eu estava trabalhando para Michael, ele estava muito mais reservado”, explica. Na época, Michael Jackson podia reivindicar o título do homem mais famoso do planeta, mas John Landis assegurou não invejar o lado bastante “estranho” da celebridade. “Havia algo infantil em Michael, mas ele não era pueril. Ele nunca teve uma infância, então por isso queria tanto viver uma, ainda que adulto”, explica o diretor.

Fonte:

avatarAdrianaFlower7

Michael Jackson é o artista morto que mais lucrou em 2017

O cantor, morto em 2009, lucrou US$ 75 milhões no último ano, entre vendas de discos, show do Cirque du Soleil e direitos sobre suas músicas

Michael Jackson continua sendo o Rei do Pop Michael , mesmo após a sua morte. O artista, que morreu em 2008, continua causando impacto na indústria musical, e a nova lista divulgada pela Forbes deixa isso bem claro. A revista, que faz um compilado dos ganhos dos artistas, soltou um ranking de Halloween com as celebridades mortas que mais faturaram no último ano.

michael-jackson-e-o-artista-morto-que-mais-lucrou-em-2017

  Divulgação Michael Jackson, morto em 2008, continua faturando alto. Em 2017 foram US$ 75 milhões

Entre atores, cientistas, escritores e esportistas, a quantia de dinheiro recebida no último ano é surpreendente. Mas, os músicos são os que aparecem em maior número na lista, que incluiu John Lennon, Bob Marley , Elvis Presley, Tom Petty, Prince e David Bowie . Mas, ninguém superou Michael Jackson que faturou US$ 75 milhões no último ano, entre músicas , shows e um novo CD.

Homenagens

Um dos principais motivos para esse alto faturamento está no show do Cirque du Soleil em homenagem ao cantor. Apresentado em Las Vegas, a produção “One” é a segunda criada em parceria entre a organização artística e a família de Jackson. O espetáculo é exibido desde 2013, e segue recebendo espectadores do mundo todo.

Além de “One”, uma nova coletânea com músicas de Michael Jackson, intitulada “Scream”, com temática assustadora acabou de ser lançada, aumentando a venda de músicas do cantor. O disco conta com faixas como Thriller, Scream” e “Ghosts”. Para completar, toda a discografia de Michael Jackson contribuiu para esse faturamento, já que a EMI, gravadora do artista, paga direitos autorais pelas vendas de discos e singles.

Herdeiros

Os principais herdeiros da fortuna de Michael são seus três filhos: Paris Jackson , Prince Jackson e Blanket Jackson. Enquanto os dois mais velhos já são maiores, o terceiro tem apenas 15 anos e ainda fica sob a guarda da família. Desde a morte de Michael Jackson , Blanket fica sob a guarda da avó, Katherine Jackson, e do primo, Tito Joe Jackson. A matriarca da família, porém, abriu mão da guarda do menino nessa terça-feira (31) deixando-o integralmente sob os cuidados do primo.

 

Fonte: http://gente.ig.com.br/cultura/2017-10-31/michael-jackson-lucro.html

 

avatarAdrianaFlower7

 

 

Cirque du Soleil leva Michael Jackson para São Petersburgo

Evento homenageará o Rei do Pop no Palácio de Gelo

A estreia russa do badalado show “Michael Jackson The Immortal World Tour”, produzido pelos artistas do Cirque du Soleil, acontecerá a partir desta sexta-feira, 9, no palco do Palácio de Gelo, em São Petersburgo. Na apresentação, estão envolvidos músicos, coreógrafos e estilistas que acompanharam durante muitos anos o trabalho do astro norte-americano. A estreia europeia aconteceu no dia 12 de outubro, na Arena 02, em Londres, e foi um sucesso absoluto. O fascinante espetáculo é dedicado ao eterno Rei do Pop, falecido em 2009.
A apresentação, baseada na biografia e arte do Michael Jackson, inclui os grandes hits do astro, relembra seus movimentos únicos e sua coreografia completamente original. O cenário do show foi inspirado no rancho Neverland, onde o músico passou os melhores anos da sua vida.

Michael Jackson se apresentou, na turnê mundial “Dangerous”, no Estádio Luzhiniki, em Moscou, em 1993

De acordo com o vice-presidente do Cirque du Soleil, Rus Craig Kohona, “Michael Jackson The Immortal World Tour” será algo diferente para a Rússia. “É um show extremamente emocionante e temperamental, feito num formato incomum para o público russo.” O projeto recebeu o apoio da família Jackson e recebeu sua completa aprovação.
O público poderá assistir “Michael Jackson The Immortal World Tour” de 9 a 11 de novembro em São Petersburgo de onde o show partirá para Moscou. A capital russa, aliás, é tema de uma canção do astro: “Stranger in Moscow” (Estranho em Moscou).
 
Fonte: Diário da Rússia

 

 

 

 

Os vídeos mais caros de Michael Jackson

 

“Thriller” – (1983) Dir: John Landis – US$ 1.000.000

Eis aqui o famoso clipe em que zumbis saem dançando pela cidade à noite. Na história, Michael sai do cinema com sua namorada, que ficou apavorada após assistir a um filme terror, e durante o caminho de volta encontram zumbis dançarinos pela rua. O cantor também entra na onda e se transforma em um deles. Tanto as danças quanto a roupa de Michael no vídeo sempre foram lembrados em filmes de comédia, seriados e desenhos de gerações posteriores. “Thriller” foi (e continua sendo) um marco para a cultura pop em geral.

“Remember The Time” (1992) – Dir: John Singleton – US$ 1.200.000

Ambientado no Egito e com roupas de faraós, “Remember The Time” tem a participação do ator Eddie Murphy e do maior astro norte-americano do basquete na época, Magic Johnson. Como sempre, Michael atua como porta voz de uma equipe de dançarinos que segue seus passos com precisão, mesmo em uma de suas danças mais complexas. O vídeo ficou famoso por mostrar o músico beijando uma mulher pela primeira vez nas telas.

“Black or White” (1991) Dir: John Landis – US$ 1.500.000

Um vídeo que junta leões, aborígenes dançarinos, índios, soldados soviéticos, bebês, uma estátua da liberdade falsa, várias pessoas de raças distintas se transformando uma na outra (com o efeito morfo, inédito na época), faz menções ao Simpsons, conta com a participação de Macaulay Culkin vestido de rapper mirim, e ainda termina com Michael se transformando em uma pantera: realmente não poderia ser barato. A versão original do vídeo tem 4 minutos a mais, e o cantor aproveita o tempo extra para estraçalhar um carro com um pé de cabra. O vídeo foi um choque para a época e essa parte foi editada. No Brasil, o clipe estreou durante o Fantástico, da Rede Globo.

“Bad” (1987) – Dir: Martin Scorcese – US$ 2.200.000

“Bad” é conhecido por conter uma das mais famosas coregrafias da história dos videoclipes, que acabou eternizando os passos de dança de Michael. No vídeo, o astro pop age como um maestro comandando uma gangue de dançarinos em um estacionamento. O vídeo foi dirigido pelo cineasta Martin Scorcese e a versão original tem 18 minutos de duração. O ator Wesley Snipes também participa do clipe, em uma de suas primeiras aparições de destaque.

“Scream” (1995) – Dir: Mark Romanek – US$ 7.000.000

Para oficializar em vídeo a primeira parceria musical com sua irmã, Janet Jackson, Michael não quis saber de poupar dinheiro algum e produziu o videoclipe mais caro de toda a história, segundo o livro Guinness World Records. “Scream” foi single do álbum HIStory: Past, Present and Future, que contém material inédito e sucessos do cantor. No clipe, que teve 11 cenários diferentes e foi gravado em 11 dias, os irmãos interpretam a canção enquanto se divertem dentro de uma nave espacial.

Fonte: 

 

 

Michael Jackson completaria 54 anos: conheça dez artistas que se inspiraram no Rei do Pop

De Madonna a Justin Bieber: veja porque Michael Jackson é uma inspiração para os astros da música pop

Michael e Britney Spears

Com 15 Grammys e 41 canções no topo das paradas, não é de se espantar que Michael Jackson (1958 – 2009) tenha se transformado em uma das principais referências para qualquer artista. Em homenagem ao Rei do Pop, que completaria 54 anos nesta quarta-feira, 29, a CARAS Online selecionou 10 astros que se inspiraram na vida e obra do cantor. Confira:

Usher (33): “Ele me influenciou de tantas maneiras, mais do que somente na música… como um humanitário, um filantrópico, um artista, um indivíduo que transcendeu culturas. Eu não seria quem sou hoje sem Michael Jackson”.

Ne-Yo (32): “Michael Jackson é metade do motivo de estar onde estou hoje. Se não fosse por Michael e o que ele fez, eu não estaria aqui”.

Justin Timberlake (31): “Ele abriu as mentes das pessoas sobre música. Ele abriu as mentes das pessoas sobre a cultura. Mesmo que não fosse tão consciente, ele ajudou com a segregação. Sua música fez isso e não é qualquer um que pode dizer isso. Michael foi durão!”

Lady Gaga (26): “A morte de Michael foi devastadora para mim. Ele era uma grande inspiração e um ser humano memorável”.

Beyoncé (30): “O incomparável Michael Jackson teve um impacto maior na música do que qualquer outro artista já conseguiu na história. Ele era mágico. Ele era o que todos nós nos esforçamos para ser. Ele sempre será o Rei do Pop”.

Justin Bieber (18): “Foi mais que um grande artista, foi uma inspiração. Eu quero ser tão bom como ele foi”.

Ciara (26): “Sempre que alguém me pergunta quem me inspirou a fazer o que faço hoje, eu sempre digo Michael. É isto para mim. Ele é tudo para mim. Ele é realmente parte do motivo de eu ser o que sou. Ele será lembrado de tantas formas por mim. Eu sinto que é necessário minha geração continuar sabendo o quão importante ele foi para música”.

Britney Spears (30): “Ele foi uma inspiração durante toda a minha vida. Eu sempre admirei Michael Jackson. Sua música vai viver para sempre”.

Bruno Mars (26): “Ele não é humano. Quando você o assistia, ele estava fazendo passos de dança que você nunca viu antes”.

Madonna (54): “Eu não conheço nenhum artista que não tenha se inspirado nele. Para fazer o que ele fez e em uma idade tão precoce foi sobrenatural, todo mundo cresceu o admirando. Ele era um verdadeiro paradoxo, um dos maiores artistas do mundo e, obviamente, muito confiante no palco, mas na vida real ele era tímido e você realmente sentia por ele”.

 

Fonte: caras.uol.com.br

Veja cena do documentário de Spike Lee sobre Michael Jackson

Foi divulgado um trecho do documentário de Spike Lee (“O Plano Perfeito”) sobre o álbum “Bad”, de Michael Jackson. O vídeo mostra o cantor no set do clipe de “The Way You Make Me Feel”. Enquanto ele canta, o coreógrafo Vince Paterson dá seu depoimento sobre a capacidade que Michael tinha de hipnotizar quem estivesse ao seu redor. “Nós tivemos que parar de gravar, porque as pessoas simplesmente congelavam”, conta.

Sem título definido, o filme irá mostrar uma face mais pessoal do cantor e trará depoimentos de estrelas como Kanye West e Mariah Carey. “Nós dividimos em duas partes: artistas atuais que foram influenciados por Michael e pessoas que trabalharam lado a lado com ele – músicos, compositores, técnicos, engenheiros, funcionários da gravadora e parceiros de Michael”, contou o cineasta, que trabalhou com o popstar na direção do clipe “They Don’t Care About Us” e o considerava seu amigo.

O documentário fará parte de um material produzido para as comemorações do 25º aniversário do álbum “Bad” (1987), que sucedeu a “Thriller” (1982) e contava com faixas como “Smooth Criminal”, “The Way You Make Me Feel”, “Man in the Mirror” e a própria faixa-título “Bad”. O álbum será relançado com faixas adicionais, um DVD e outros materiais bônus. O documentário ainda não tem data de lançamento definida.

Sem título

 

Fonte: Terra